Persore
19 3407.2379 | 9 9783.1818   


Importância da avaliação psicológica na seleção de pessoal

Por: Angelina Feltrin

Refletindo sobre as contratações de colaboradores nas empresas, lembrei-me de um velho e conhecido ditado: “encontrar o homem certo para o lugar certo”. E isso faz todo sentido.

Para a empresa, quanto mais adequado o perfil do candidato às exigências do cargo, mais fácil será sua adaptação, melhor será seu desempenho e o andamento dos trabalhos seguirá com rapidez e qualidade, reduzindo custos de retrabalho e desperdício. Para o colaborador, representa satisfação no trabalho, realização pessoal e consequentemente, melhor qualidade de vida. Empresa e colaborador saem ganhando.

Para que isso se torne realidade, é muito importante que o selecionador conheça muito bem os processos e sistemas da empresa, a descrição do cargo específico, as competências necessárias para a execução das atividades e também as atividades que os demais colaboradores executam e as relações que se estabelecem entre os cargos (Lunardelli & Parpinelli, 2006).

A avaliação psicológica é considerada uma das principais ferramentas do processo de seleção. Segundo o Conselho de Psicologia, a avaliação psicológica “consiste de um processo técnico e científico, que envolve a produção, a integração de informações provenientes de diversas fontes (entrevistas, observações, testes, analise de documentos, dinâmicas, entre outros), a interpretação de dados, o levantamento de hipóteses relevantes e a comunicação de resultados”. Ainda, não pode ser confundida com uma simples “testagem”, devendo ser compreendida em toda a sua complexidade.

Requer planejamento prévio e cuidadoso, para que os métodos, técnicas e instrumentos escolhidos sejam adequados ao contexto ao qual se insere. Portanto não é apenas utilizada no processo de seleção, mas em outras situações, tais como na adequação de times de trabalho e promoções. E também importante ferramenta, além do contexto organizacional, por exemplo, para obtenção da CNH, porte de arma, entre outras.

O uso de testes psicológicos é de uso exclusivo dos psicólogos e se utilizados adequadamente, podem oferecer informações importantes sobre o candidato (Godoy e Noronha, 2005). Fornecem uma medida objetiva e padronizada do comportamento, isto é, possibilitam o entendimento sistematizado e prático das características psicológicas do candidato à vaga (Anastasi e Urbina, 2000).

Por fim, a comunicação dos resultados ou devolutiva (verbal ou por escrito), independentemente do resultado da avaliação, é dever do profissional e direito do avaliado, conforme descrito no código de ética dos psicólogos, no seu artigo 1, alíneas f, g e h.

A Persore, nos serviços de consultoria em Recursos Humanos, possui profissionais qualificados e habilitados para atender sua necessidade na avaliação psicológica de candidatos ou colaboradores. Fale com a gente!

28
Junho
2016



Ferramenta DISC

Por: Angelina Feltrin

O psicólogo William Moulton Marston postulou uma teoria que determina 4 dimensões básicas do comportamento, que foram descritas em seu livro “ As emoções das pessoas normais”, de 1928. Em 2014 o livro foi descrito pela primeira vez em português e o tema é atualíssimo.

A partir desta teoria, foram desenvolvidas ferramentas para a análise do perfil comportamental das pessoas, considerando o comportamento e emoções observáveis, não abrangendo portanto, a personalidade dos indivíduos. 

As 4 dimensões do comportamento observável das pessoas são: Dominância, Influencia, Estabilidade e Cautela  (originalmente, dominance, inducement, submission e compliance). Vejamos cada uma delas:

D – Dominância:

Indica como você lida com problemas e desafios. Os principais descritores são: competitivo, decidido, direto, orientado para resultados. Emoção: raiva.

I – Influência:

Indica como você lida com pessoas e as influencia. Os principais descritores são: confiante, inspirador, otimista, popular, sociável, confia nos outros. Emoção: Otimismo.

S – Estabilidade:

Indica como você lida com mudanças e estabelece seu ritmo. Os principais descritores são: agradável, bom ouvinte, sincero, constante, membro da equipe, estável. Emoção: não demonstrar emoções.

C – Cautela (ou conformidade):

Indica como você lida com regras e procedimentos estabelecidos por outros. Os principais descritores são: preciso, analítico, perfeccionista, cuidadoso, minucioso. Emoção: medo.

A teoria DISC é a base de algumas das mais confiáveis ferramentas de assessment disponíveis no mercado atualmente. A utilização destas ferramentas podem ter diferentes objetivos, tais como seleção de pessoal, programas de treinamento, desenvolvimento de lideres e de equipes, solução de conflitos interpessoais, coaching.

Através delas podemos aumentar nossa compreensão acerca de nosso próprio comportamento e dos demais, conhecer pontos fortes e pontos a serem desenvolvidos; tomar decisões relevantes e atingir objetivos importantes.

Na Persore você pode contar com profissionais credenciados e qualificados para a utilização desta ferramenta, formados pela Sociedade Latino Americana de Coaching (SLAC).  Quer conhecer mais? Entre em contato conosco, teremos prazer em lhe atender!

 

 

Fontes:

www.disc.com.br; Wikipédia

23
Março
2016



Grafologia

 

 

Por: Angelina Feltrin

Segundo a “Sobrag” (Sociedade Brasileira de Grafologia - www.sobrag.com.br), a grafologia é uma “ciência da área humana” que, através da análise e interpretação da grafia, permite conhecer muito do caráter, temperamento e da personalidade do autor. O primeiro livro conhecido sobre o assunto data de 1622, “Como reconhecer o caráter e os atributos de uma pessoa através de um documento escrito”, de Camilo Baldo. No Brasil, o primeiro trabalho científico sobre o assunto é de 1900, “A grafologia em medicina legal”, feita pelo médico baiano Dr. José Antonio de Gouveia Costa-Pinto, como tese de doutorado, na Faculdade de Medicina e Farmácia da Bahia. A grafologia se baseia no principio que, quem comanda a mão é o cérebro e o estudo da escrita revela as características e os traços de personalidade de uma pessoa, com base em seus símbolos gráficos.

A grafia de cada pessoa é impar, pois é desenhada de acordo com os impulsos do cérebro através do sistema nervoso e dos músculos do braço e da mão. Neste sentido, torna-se possível verificar uma infinidade de características através da escrita: maneira como a pessoa trabalha, sinais de inteligência e originalidade de ideias, planejamento e organização; indícios de perseverança e ambição, etc. Todos os sinais dentro do “espaço gráfico” contem significados. A grafologia tem sido usada como instrumento adicional na seleção de profissionais, na identificação e desenvolvimento de potencial, promoções, etc, em muitas empresas. Na análise forense de documentos, o termo usado é grafotécnica ou grafoscopia.

A principal critica à grafologia é a inexistência de base científica que sustente o uso dessa técnica para a investigação da personalidade. É importante lembrar que,de acordo com o CRP/6 região, esta prática está em estudo e necessita de pesquisa para uso em avaliação psicológica. E estas pesquisas científicas estão acontecendo. Uma nova disciplina chamada Grafonômica (do original em inglês, graphonomics) surgiu no inicio dos anos 80 e visa verificar quais são os processos neuromotores por trás da escrita e desenhos humanos. Mas ainda há muito trabalho a ser realizado. 

27
Novembro
2015





CATEGORIAS

•  Avaliação Psicológica
•  Coaching
•  Orientação Profissional
•  Outros
•  Psicologia
•  Recursos Humanos

ARQUIVOS

• 2017
   - Mai  

• 2016
   - Out  
   - Set  
   - Ago  
   - Jul  
   - Jun  
   - Mai  
   - Abr  
   - Mar  
   - Fev  
   - Jan  

• 2015
   - Dez  
   - Nov  

TAGS

AUTOIMAGEM; Capacitação; Características; Caráter; Ciência; Coaching; Comunicação; Consultoria ; Consultoria Recursos Humanos; Desenvolvimento; Desenvolvimento de Pessoas; Escrita; EXPECTATIVAS; Feedback; Grafia; Grafologia; Grafonômica; Inteligência; Organização; Originalidade; PCO; Percepção; Percepçãoo ; Personalidade; PERSORE; PERSORE - Desenvolvimento de Pessoas; Pesquisa; Pesquisa de Clima Organizacional ; Planejamento; Psicóloga; Psicologia; Recrutamento e Seleção; Recursos Humanos; RELACIONAMENTO; RH; Símbolos Gráficos; Seleção de Profissionais; Temperamento; Treinamento;


© 2015 | Persore - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: Aumai Oxycom
(19) 3407.2379 | 9 9783.1818
Av. Nossa Senhora de Fátima, 2790 - Salão 20
Condomínio Machadinho - Americana|SP
CEP 13478-540