Persore
19 3407.2379 | 9 9783.1818   
Blog


Maio
 17
2016









Lições sobre Liderança

Por: Angelina Feltrin

Devo confessar que sou uma apaixonada por filmes, de diversos gêneros;  para mim sempre uma viagem maravilhosa a outros universos e pensamentos. Recentemente revi o filme “O Lobo de Wall Street”, longa dirigido por Martin Scorcese, lançado no Brasil em Janeiro de 2014, com atuação excepcional de Leonardo DiCaprio e várias indicações para o Oscar.

Pude então relembrar os ensinamentos sobre liderança que o filme nos traz, embora praticada para fins escusos e totalmente antiéticos. O filme é inclusive citado no livro “Os filmes que todo gerente deve ver”, de Pedro Grawunder e Marco A. Oliveira (Saraiva), destacando o tema da liderança. Recordei o quão determinante para o sucesso da equipe e da empresa é a liderança adequada! Vejamos algumas das competências do protagonista:

1 –  Oratória: a fluência verbal, o discurso vencedor e inspirador  impulsionava a equipe  para as vendas;

2 – Confiança: demonstrava confiança em seu produto e transmitia esta confiança ao cliente;

3 – Paixão: apaixonado pelo que fazia, conseguia persuadir e transmitir sua técnica à equipe. Usava sua habilidade para ensinar e treinar os funcionários a venderem;

4 – Foco: sabia muito bem onde queria chegar; tinha determinação e foco nos resultados a serem alcançados;

5 – Motivação da equipe:  inspirava a equipe a buscar sempre mais. Incitava o funcionário a acreditar que era capaz, elevava a auto estima (exaltava a ideia de transformar perdedores em profissionais de sucesso!), vendia que o sucesso da empresa era o sucesso de cada um.

6 – Equipe de trabalho: contratava pessoas por seu potencial, não por sua experiência. Formou uma equipe coesa, que acreditava e seguia os valores da empresa (embora antiéticos).

7 – Fidelidade e lealdade: fortes laços de camaradagem e parceria entre os membros da equipe;

8 – Recompensa e reconhecimento: as recompensas pelas vitórias eram constantes e significativas. Premiava para ganhar a lealdade dos colaboradores.


Trazendo  para a nossa realidade cotidiana, estas competências são fundamentais  para os resultados dos líderes, em qualquer empresa. E você?  Como está a vivência destas competências em sua atuação profissional? Quais as que são facilmente utilizadas?  Quais você deveria investir no desenvolvimento e aprimoramento? Você é realmente “apaixonado” pelo que faz?  As respostas a estas questões podem ser o “pontapé” inicial em busca de novas oportunidades em sua carreira!

E fica a sugestão de utilizar o filme como uma ferramenta para o treinamento da equipe na empresa, gerando importantes debates não apenas sobre a questão da liderança, mas também de ética e princípios, tema tão importante em nossos tempos, em nosso país!







Maio
 10
2016









Expectativas

Por: Regina Célia de Araujo Garcia

Falar sobre expectativas é muito amplo. Está entrelaçada á vários aspectos, como autoimagem, valores, crenças, cultura, etc.  A expectativa é uma força que nos move em vários aspectos de nossa vida, portanto, influencia os comportamentos e as ações na vida. A expectativa é uma condição em que o ser humano espera uma realização, uma ocorrência ou um acontecimento de alguma coisa em um momento de sua vida;  e voltará sua energia para alcançar tal proposito. Inversamente, o individuo que não apresenta expectativa alguma, apresenta um estado de desesperança, é alguém que não espera uma realização de algo, tenderá a ficar sem energia, sem força permanecendo alheio aos acontecimentos.

Em geral, as pessoas mantém algum nível de expectativa em sua vida. Elas podem facilitar ou prejudicar o indivíduo em sua vida pessoal, profissional, familiar, e outros.

A premissa de que algo acontecerá, no geral, provoca na pessoa uma ansiedade, e tal acontecimento vai tomando conta do pensamento e de como deverá ser a forma esperada.   É interessante notar que as pessoas têm expectativas preocupantes sobre o que os outros vão pensar ou falar a respeito dela. A preocupação em manter sua AUTOIMAGEM desencadeia um esforço para esconder seus medos, suas fraquezas, inadequações. Neste esforço desesperado de manter a AUTOIMAGEM há o bloqueio de sua espontaneidade e congelamento de grande parte de sua potencialidade.

Na verdade, as pessoas se relacionam com as expectativas um dos outros, gerando grandes desencontros. O gerente frustra-se porque se relaciona com o funcionário baseado na expectativa que acredita que ele deva apresentar.  Grande parte das expectativas baseia-se em ilusões. Sim, ilusões, não percepção da realidade, que podem dificultar a abertura para outras possibilidades.

Raramente, as pessoas verificam se suas expectativas são reais. As pessoas tomam como verdades para si aquilo que acreditam.

Referências:

Em 06/05/2016:

http://www.dicio.com.br/expectativa/.

http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=expectativa.

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_da_Expectativa







Maio
 02
2016









Estresse no Trabalho

PorAngela M. Graciano Bellatti

A palavra estresse está cada dia mais presente no vocabulário atual.

O estresse geralmente é confundido com cansaço ou com aborrecimentos com os quais todos nós temos que lidar diariamente em nosso ambiente de trabalho.

O estresse, porém, é muito mais abrangente. Ele surge quando as pressões ultrapassam o limite que a pessoa é capaz de suportar. Ele pode evoluir para quadros de ansiedade, síndrome do pânico, depressão, transtorno obsessivo compulsivo, pressão alta, enxaqueca, entre outros.

No ambiente organizacional podemos citar alguns acontecimentos que podem levar ao estresse: excesso de trabalho, pressões (por prazos, metas, qualidade, etc), ambiente de trabalho inadequado, gestor despreparado, competitividade excessiva, falta de reconhecimento, incertezas sobre os rumos da empresa, desencontro de informações e muitos outros. O que leva ao estresse não é o acontecimento em si, mas a forma como a pessoa lida com aquele acontecimento.  O que determinao quanto uma pessoa irá se estressar é a própria fragilidade emocional de cada um associada à sua história de vida.

Sabendo que o ser humano é indivisível, não podemos deixar de levar em conta os problemas pessoais que afligem a pessoa e que se somam aos problemas encontrados no ambiente organizacional e que podem contribuir de maneira decisiva para a instalação do estresse na vida dessa pessoa.


Algumas Dicas para Driblar o Estresse

·        Goste do que faz

·        Respeite seus próprios limites

·        Aprenda a dizer não quando necessário

·        Estabeleça prioridades

·        Não tenha medo de expor suas idéias

·        Fale do que o incomoda (com respeito)

·        Cultive relacionamentos

·        Diante das situações difíceis, respire fundo

·        Exercite-se







 


© 2015 | Persore - Todos os direitos reservados. - Desenvolvido por: Aumai Oxycom
(19) 3407.2379 | 9 9783.1818
Av. Nossa Senhora de Fátima, 2790 - Salão 20
Condomínio Machadinho - Americana|SP
CEP 13478-540